O processo de vacinação dos 15 mil bombeiros teve início no passado dia 11 de fevereiro e ficou concluído na semana passada, precisou fonte do MAI à Lusa.

Os bombeiros foram considerados prioritários nesta primeira fase do processo de vacinação tendo em conta a função essencial do Estado que desempenham e devido à dimensão operacional do transporte pré-hospitalar que executam.

Segundo o MAI, a ordem de vacinação destes bombeiros foi definida pela Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil “com base em critérios operacionais e abrangeu o universo de voluntários, sapadores e municipais”.

Nesta primeira fase, que durou duas semanas, cerca de 50% do efetivo total dos bombeiros foi vacinada contra a covid-19.


Comente esta notícia


SINES