Dado não ser possível assegurar todos os critérios indicados pelo guia da Direção Geral da Saúde para a reabertura Centros de Dia, estes espaços vão continuar encerrados. 

A decisão coube à Delegada de Saúde da Unidade Local de Saúde do Litoral Alentejano, Tamara Prokopenko e foi validada pelo Serviço Municipal de Proteção Civil e o acordo das estruturas residenciais presentes na reunião do grupo de trabalho para acompanhamento da COVID-19 da Comissão Municipal de Proteção Civil, realizada a 21 de agosto, no salão nobre dos Paços do Concelho.

Na análise à reabertura dos Centros de Dia das Estruturas Residenciais para Pessoas Idosas - ERPI’s considerou-se que não estão reunidas as condições para a reabertura dos mesmos, dado as instituições do concelho não cumprirem pelo menos dois dos três critérios definidos no guia da DGS: transporte, recursos humanos e estrutura física.

Ou seja, as IPSS’s não conseguem efetuar o transporte dos utentes nos moldes previstos pela DGS, por vezes têm falta de pessoal (o que dificulta a constituição de equipas distintas para acompanhamento de diferentes grupos) e os próprios edifícios nem sempre permitem a acomodação de todos os utentes respeitando o necessário distanciamento físico.

As instituições irão, assim, manter os utentes do Centro de Dia em regime de apoio domiciliário.


Comente esta notícia


SINES