Depois de conhecer a dimensão do surto e de perceber que impacto tem no concelho, as autoridades vão tomar algumas medidas de prevenção para evitar o contágio na população.

Álvaro Beijinha, presidente da Câmara Municipal de Santiago do Cacém, já reagiu à situação afirmando que “infelizmente nos últimos dias temos tido um aumento significativo de casos. O rastreio realizado ontem tem como objetivo perceber a dimensão do problema e principalmente na contenção e controlo de novas cadeias de propagação”.

O autarca afirmou também que “da parte da Câmara Municipal, estamos a acompanhar a situação com a natural preocupação, mas a trabalhar em estreita articulação com as autoridades de saúde e outras forças de Proteção Civil, como aliás sempre fizemos ao longo destes 6 meses”.

Dependendo da dimensão do surto, as autoridades locais preparam-se para tomar algumas medidas para prevenir a transmissão na comunidade.

Álvaro Beijinha, confirmou que “convoquei o Comissão Restrita de Proteção Civil para a próxima segunda-feira dia 14, de modo a articular eventuais novas medidas de combate e prevenção”.

“Trata-se dum momento particularmente delicado que nos obriga a todos a um comportamento responsável, pois só assim poderemos conter a pandemia. Mais do que nunca é muito importante cumprir com as indicações das autoridades de saúde. Manter a serenidade, não entrar em alarmismos é fundamental e é uma arma igualmente importante nesta batalha. Há que confiar nas autoridades, em particular nas autoridades de saúde” acrescentou o autarca.

O autarca garante o empenho total da autarquia no combate à pandemia.

“Quero desejar a todos aqueles que estão infetados a sua rápida recuperação. Da minha parte, quero garantir o meu empenho total no combate e na prevenção ao COVID, bem como garantir que irei manter diariamente informada a população do nosso Concelho, como o tenho feito ao longo destes quase 6 meses”. conclui Álvaro Beijinha.


Comente esta notícia


SINES