Viatura elétrica

A viatura que já está ao serviço, custou cerca de 30 mil euros, e será um grande apoio nas operações de manutenção e conservação de espaços verdes públicos.

Segundo Álvaro Beijinha, presidente da Câmara Municipal de Santiago do Cacém “com este investimento, pretendemos contribuir para a redução de emissões de gases com efeito de estufa e outras emissões poluentes, bem como para a diminuição do ruído em meio urbano, participando ativamente para atingir as metas que constituem os objetivos de Desenvolvimento Sustentável da Agenda 2030, compromissos a que Portugal se encontra internacionalmente vinculado”.

O veículo ficará afeto ao Serviço de Salubridade e Espaços Verdes, nomeadamente, no apoio às tarefas de recolha e transporte de resíduos ensacados e sobrantes de podas de limpeza de árvores, assim como no apoio à regular manutenção aos sistemas de rega instalados nos espaços verdes.

Para a Câmara Municipal de Santiago do Cacém “o veículo elétrico constitui a melhor solução de mobilidade para responder às questões atuais do aquecimento global, da qualidade do ar que respiramos e da dependência que existe dos combustíveis fósseis” destacou o presidente da autarquia.

O veículo apresenta como vantagens ter “zero-emissões, uma condução silenciosa, uma maior eficiência do motor e menores custos de utilização e manutenção” realçou Álvaro Beijinha.


Comente esta notícia


SINES