Segundo fonte da GNR, “na sequência de uma denúncia, os militares deslocaram-se à morada da vítima, uma mulher de 53 anos, e verificaram que o agressor se encontrava à porta do referido local, e ao aperceber-se da presença da GNR iniciou a fuga, tendo sido alcançado e detido pelos militares”.

O suspeito em questão já tinha sido julgado anteriormente pelo crime de violência doméstica, onde lhe havia sido decretada, por ordem judicial, “a proibição de permanecer no concelho de Grândola e a utilização de pulseira eletrónica” acrescentou a mesma fonte.

Após a detenção foi encaminhado para as instalações da GNR, tendo sido presente ao Tribunal Judicial de Grândola onde lhe foi decretada a medida de coação de prisão preventiva.

O suspeito vai aguardar julgamento do Estabelecimento Prisional de Setúbal.


Comente esta notícia


SINES