Foto: C.M. S.C.

Uma das primeiras medidas tomadas foi o adiamento do início do ano letivo para o dia 17 de setembro, no Agrupamento de Escolas de Santiago do Cacém.

O presidente da Câmara Municipal de Santiago do Cacém, Álvaro Beijinha, considera que, “pese embora este aumento de casos que nos preocupa a todos, segundo as autoridades locais de saúde a situação não é alarmante”.

Por isso o autarca pede à população que “mantenha a serenidade e adote um comportamento responsável, pois só assim poderemos conter a pandemia. Mais do que nunca é muito importante cumprir todas as indicações das autoridades de saúde”.

Álvaro Beijinha, considera também que é importante “não criar desinformação que só provoca alarmismos e ansiedade na população”.

O concelho de Santiago do Cacém conta este domingo com 40 casos ativos e 36 recuperados de Covid-19. O concelho conta também com um óbito devido à Covid-19.

Dezassete destes casos foram detetados durante os 471 testes realizados na última sexta-feira, por ordem da Autoridade de Saúde, o que Álvaro Beijinha considera muito positivo.

“Como se percebe, foi muito importante esta decisão das autoridades de saúde pois só assim foi possível detetar estes casos positivos e evitar novas cadeias de contágio” considera o autarca.


Comente esta notícia


SINES