A festa ocorreu nos dias 10 e 11 de junho e resultou em pelo menos 20 pessoas infetadas, algumas delas do grupo de adolescentes de Setúbal, Lisboa e Pinhal Novo, com idades compreendidas entre os 15 e os 20 anos, que estiveram juntos a acampar nos feriados de 10 a 14 de junho.

O grupo de jovens, entre os 15 e 20 anos, e alguns pais, oriundos dos distritos de Lisboa e Setúbal, ocuparam equipamentos permanentes e terão decidido "reunir-se, sem autorização e sem nos consultarem, numa das casas", relatou a responsável do parque de campismo à agência Lusa.

"Essas pessoas são proprietárias de casas pré-fabricadas ou de 'roulottes', com espaço permanente no parque. São jovens que frequentam a mesma escola, em Setúbal, e lidam entre eles diariamente. Com certeza alguns já vieram infetados e quando se reuniram com outras pessoas deu-se a proliferação", frisou.

O grupo de pessoas, que a proprietária não soube contabilizar, "esteve reunido, durante uma tarde, numa das casas, no aniversário de uma das jovens", em meados deste mês.

Desde essa altura, o parque manteve-se em funcionamento e, "quando tivemos conhecimento da situação, apertámos um bocadinho mais o cerco em termos de medidas, mas depois para termos a certeza que aqui no parque não existem colegas que possam estar a transmitir aos outros, decidimos encerrar", explicou.


Comente esta notícia


SINES