Trata-se de um caso importado vindo da região de Lisboa na passada sexta-feira, dia 20. O cidadão é de nacionalidade indiana, com 46 anos, e encontra-se em isolamento no domicílio, numa casa isolada na freguesia de Longueira/Almograve, estando a receber acompanhamento médico e as refeições necessárias.

Por decisão da Autoridade de Saúde, estão em quarentena, nesta altura, 17 cidadãos de nacionalidade nepalesa, sem quaisquer sintomas, que contactaram direta ou indiretamente com o cidadão infetado, tendo sido alojados em equipamento público adaptado para centro de acolhimento na vila de S. Teotónio, designadamente no Pavilhão Desportivo da Escola Básica EB 2,3.

Na aldeia de Cavaleiro, na freguesia de São Teotónio, encontram-se duas cidadãs nepalesas em quarenta no domicílio. Assim, além do cidadão infetado, estão em isolamento 19 cidadãos.

Foram ainda interditas e colocadas em quarentena as três habitações onde residiam, nas freguesias de São Teotónio e de Longueira/Almograve. 

Toda a ação teve a coordenação da Autoridade de Saúde, em estreita articulação com as Forças de Segurança e a Proteção Civil.

Os equipamentos públicos adaptados para centros de acolhimento no concelho de Odemira foram definidos no âmbito do Plano de Operações Municipal para o Covid-19, aprovado em reunião extraordinária da Comissão Municipal de Proteção Civil de Odemira realizada no dia 20 de março de 2020.

A Comissão Municipal de Proteção Civil de Odemira quer continuar a informar de forma transparente e dessa forma deixar a todos uma mensagem séria, acompanhada da necessária serenidade que a situação exige.


Comente esta notícia


SINES