A criação das “Rotas do Touring Cultural" visa dotar as regiões do Alentejo de um produto turístico estruturado, que abrange os 58 concelhos que integram a área regional de turismo do Alentejo.

A Secretária de Estado do Turismo, Rita Marques, que está a realizar um conjunto de visitas por todo o país para contactar com entidades públicas e privadas, incluindo empresários e empreendedores, do setor do turismo e conhecer os segmentos de oferta mais diferenciados, que permitem fortalecer a estratégia de desenvolvimento de cada território, disse que “é necessário diversificar a oferta”.

“Precisamos de diversificar, desconcentrar, diminuir a sazonalidade e afirmar a nossa oferta para 365 dias por ano e para todo o território português”, afirmou Rita Marques, que congratulou a ERT do Alentejo e do Ribatejo por esta “oportunidade de conhecer um conjunto significativo de novos projetos e, sobretudo, de pessoas que se dedicam diariamente a construir e a manter uma oferta viva e motivadora para os novos caminhos que estamos em conjunto a trilhar”.

O Touring Cultural e Paisagístico no Alentejo e Ribatejo comtempla um roteiro "central", baseado nos Caminhos de Santiago, assim como quatro rotas complementares (Megalitismo, Barroco, Fortificações e Cultura Avieira), que visam "o aproveitamento do património cultural disperso do Alentejo para criar um produto turístico inovador na região, que conduza ao aumento do número de visitantes a sítios de património cultural e natural".

A cerimónia contemplou ainda uma visita a duas unidades hoteleiras e contou com as presenças da secretária de Estado do Turismo, Rita Marques, do presidente da Direcção Regional da Turismo do Alentejo e Ribatejo, Pedro Beato, do presidente do Turismo do Alentejo e Ribatejo, Ceia da Silva, e do autarca de Alcácer do Sal, Vítor Proença.


Comente esta notícia


SINES