Os bombeiros foram chamados, cerca das 19h56, para transportar uma grávida “com contrações no seu domicílio” em Sines.

Iniciado o transporte para a maternidade do hospital de Setúbal, a mulher entrou em trabalho de parto e a motorista da ambulância “teve de encostar a ambulância”, ao quilómetro 43, do IC33, para auxiliar a grávida.

A criança acabou por nascer cerca das 21h30 com a ajuda de dois bombeiros e de um médico e um enfermeiro da Viatura Médica de Emergência e Reanimação (VMER) do Hospital do Litoral Alentejano (HLA) que acompanhava a ambulância.

Após o parto, a mãe Núria e a filha recém-nascida que se vai chamar Letícia, foram transportadas para a maternidade em Setúbal.

Os dois bombeiros, Sérgio Pereira e Isabel Sobral, mostraram-se “muito orgulhosos” pela realização do parto que foi realizado “com todas as medidas de segurança devido à pandemia provocada pelo coronavírus em que estamos a viver”.

Por falta de maternidade no Hospital do Litoral Alentejano, todos os partos dos concelhos de Sines, Santiago do Cacém, Grândola e Alcácer do Sal são encaminhados para a maternidade do Hospital de São Bernardo, em Setúbal.


Comente esta notícia

Parabéns grandes amigos Bombeiros, belo trabalho!!! Bem hajam.

Antonio Correia

14/05/2020


SINES