EDP - Central de Sines

Recorde-se que os encerramentos foram antecipados para 2021 e 20123, respetivamente, no âmbito dos planos para reduzir as emissões poluentes no país.

A dotação está prevista na versão preliminar da proposta do Orçamento do Estado de 2020 e aparece como resposta do governo às preocupações dos cerca de 700 trabalhadores das duas unidades alimentadas a carvão, que ficarão sem emprego.

Estas preocupações têm também vindo a ser lembradas por sindicatos e partidos da esquerda, que pedem medidas de compensação para os trabalhadores.

O anúncio de confirmação do encerramento antecipado das estruturas foi feito pelo primeiro-ministro, António Costa, no final de outubro, após a tomada de posse do novo governo.

O fecho das duas unidades está, no entanto, dependente da conclusão do sistema de barragens do Alto Tâmega e da construção de uma nova linha de alta tensão para abastecer o Algarve.


Comente esta notícia


SINES