Ministra da Saúde

O plano prevê um reforço da dotação orçamental de 800 milhões de euros para o funcionamento do Serviço Nacional de Saúde já no próximo Orçamento do Estado.

Este reforço será acompanhado de um plano de investimento plurianual no valor global de 190 milhões de euros.

Foram também aprovadas medidas de emergência: até final do ano serão aplicados 550 milhões de euros no pagamento de dívida do SNS.

Estas são também medidas que integram o plano hoje anunciado, que prevê a contratação de mais de 8 400 novos trabalhadores.

A Ministra da Saúde explicou que a verba de 800 milhões de euros “é destinada, sobretudo, a melhorar a atividade assistencial”, devendo ser aplicada em meios humanos, equipamentos e instalações, traduzindo-se em consultas, cirurgias, internamentos e cuidados primários.

Marta Temido explicou ainda que a Resolução do Conselho de Ministros ontem aprovada tem dois objetivos primordiais: melhorar a reposta do SNS às necessidades e combater o problema da suborçamentação crónica do SNS.

O Partido Socialista anunciou uma aposta programática na melhoria dos serviços públicos, com especial enfoque no setor da saúde, através do reforço do Serviço Nacional de Saúde, agora com um novo impulso, depois da aprovação da nova Lei de Bases da Saúde.


Comente esta notícia


SINES