Ouça na Rádio Sines

Os pais defendem a abertura de uma quarta turma para receber os alunos do primeiro ano em Santo André, "como vinha a acontecer nos anos anteriores".

De acordo com as informações transmitidas por parte do Agrupamento, "existem recursos humanos para afetar em caso de abertura de mais uma turma, e existe espaço para acolher esta nova turma".

Segundo as associações de Pais e Encarregados de Educação das escolas do 1.º ciclo do Agrupamento de Escolas de Santo André nº 2 e nº 4, "11 alunos condicionais matriculados no primeiro ano não terão vaga a menos que sejam integrados em turmas do segundo ano", opção que não consideram "a mais adequada do ponto de vista pedagógica até porque coloca em causa o próprio Plano de Inovação implementado pelo Agrupamento e aprovado pela tutela".

Outras das situações reportadas à secretária de Estado da Educação prendem-se com a existência de "turmas onde se encontram crianças com Necessidades Educativas Especiais (NES) que não viram o número de alunos reduzido, como seria expectável".

Existem ainda cerca de 40 crianças cuja entrada no ensino pré-escolar público lhes vai ser vedada por via desta decisão de redução do número de turmas do primeiro ano.


Comente esta notícia


SINES