A existência de uma depressão no piso do relvado implicava a acumulação de água quando ocorria precipitação e a dificuldade no escoamento das águas pluviais condicionava o normal desenvolvimento da prática do futebol, aumentando o risco de lesões para os atletas.

Em declarações à Rádio Sines, Pedro Ramos, vereador com o pelouro do desporto na Câmara Municipal de Odemira explicou o que está a ser feito neste campo e também no campo da Boavista dos Pinheiros, ambos municipais.

O concelho de Odemira passa a contar com cinco campos de relva sintética, em Odemira, Vila Nova de Milfontes, São Teotónio, Sabóia e agora na Boavista dos Pinheiros.


Comente esta notícia


SINES