O presidente da Comunidade Intermunicipal do Alentejo Litoral fez-se acompanhar dos presidentes dos quatro municípios que a compõem, para além do Município de Alcácer do Sal, Grândola, Odemira, Santiago do Cacém e Sines.

O Governo informou que dos 94 milhões de euros que tem disponíveis no Orçamento Suplementar, para apoiar os défices das operações de transportes públicos, o Litoral Alentejano, através da CIMAL, só terá direito a 50 mil euros.

De acordo com o governante, não existem condições para reforçar a verba, dado que a distribuição já se encontra aprovada. Também foram informados que a esmagadora maioria da verba será transferida para as Áreas Metropolitanas de Lisboa e Porto.

Vítor Proença e os membros da CIMAL, que o acompanharam nesta visita, fizeram notar que, no Litoral Alentejano há ausência de transporte de passageiros e que o modo rodoviário é a única oferta existente. Acrescentaram ainda que se se encontram num território de enorme dimensão, onde se encontram os dois mais extensos concelhos do país.

Foi reafirmado que a CIMAL e a Câmara Municipal de Alcácer do Sal, continuarão empenhados em proporcionar passes com um valor máximo de 40 euros a quem deles necessitar, embora seja injusto o valor atribuído pelo Governo.


Comente esta notícia


SINES