Catarina Maria Alves Arizmendi Filipe tem 42 anos, é natural de Lisboa, licenciada em Direito e especialista em Administração Hospitalar.

Ao longo da sua carreira desempenhou diversos cargos no Centro de Medicina de Reabilitação de Alcoitão e foi a responsável pelo projeto BPAI-Banco de Produtos de Apoio para a Inclusão. Integrava desde 2017 a administração da Unidade Local de Saúde de Castelo Branco, como vogal-executiva.

Além de Catarina Filipe, foram ainda nomeados como vogais-executivos do novo conselho de administração da ULSLA José António Santana Sousa e Costa, que será o novo diretor-clínico para os cuidados hospitalares, Maria Cecília Gil Lopes, diretora-clínica para os Cuidados de Saúde Primários, José Lúcio Chora, enfermeiro-diretor e Pedro Ruas, vogal-executivo para a área financeira).

Em declarações à Rádio Sines a nova administradora afirmou que “é uma instituição que tem muitas dificuldades em fixar recursos humanos e pretendemos encontrar condições para fixar os que cá estão e atrair novos recursos humanos para reforçar a nossa instituição”.

“É uma equipa que conta com pessoas da casa que conhecem a instituição e outras que vêm de fora, mas que têm sensibilidade e conhecimento para resolver os problemas da população” concluiu Catarina Filipe.

Recorde-se que a Unidade Local de Saúde do Litoral Alentejano (ULSLA), serve uma população de 100 mil habitantes e engloba o Hospital do Litoral Alentejano e os Centros de Saúde de Alcácer do Sal, Grândola, Santiago do Cacém, Sines e Odemira.


Comente esta notícia


SINES