Os bombeiros reivindicam também o aumento do preço pago por quilómetro que não é alterado desde 2012 e o aumento dos valores pagos pelo INEM que não é alterado desde 2013.


Comente esta notícia


SINES