Lancha “Cte. João Gravato”

No âmbito da celebração dos 42 anos do Porto de Sines, teve lugar a cerimónia de aumento ao efetivo da APS da lancha de pilotagem “Cte. João Gravato”, que teve como madrinha Dulce Lopes.

Com esta homenagem, a APS pretendeu perpetuar o nome do Comandante João José Pelicas Correia Gravato que nos deixou no dia 12 de abril de 2019 e ao longo de mais de 23 anos de dedicação ao Porto de Sines, deixou sempre o exemplo da sua competência técnica e comportamental, e a memória do seu forte espirito de camaradagem, da sua amizade, do seu companheirismo e particularmente a sua boa disposição e esperança, mesmo nos momentos de grande dificuldade.

A embarcação tem um comprimento de 17,07 metros e largura de 5,03 metros, estando dotada de todos os equipamentos necessários para que os pilotos do Porto de Sines possam realizar, com total segurança, as manobras dos navios que escalam os diversos terminais portuários.

Após 42 anos da sua criação, a partir do Decreto-Lei 508/77, a APS continua a crescer, lançando novos projetos que coloquem o Porto de Sines como um dos principais portos europeus. Exemplos disso são o lançamento do concurso público internacional para a concessão de um novo terminal de contentores, denominado Terminal Vasco da Gama, e a expansão do terminal existente, através do acordo alcançado com a concessionária.

E como o sucesso alcançado por esta infraestrutura portuária não seria possível sem o esforço e a dedicação dos seus trabalhadores, na cerimónia foram homenageados aqueles que, durante o ano de 2019, cumpriram 40 anos serviço dedicados à causa portuária, à APS e ao Porto de Sines, sendo eles: João António Ruivo da Costa, Fernando Correia e Virgílio Lami Correia.


Comente esta notícia


SINES