Protesto na Secundária António Inácio da Cruz em Grândola

A degradação da escola é um problema antigo que tem vindo a agravar-se nos últimos anos. Os alunos afirmam que “é difícil estudar nestas condições, no Verão faz muito calor e no Inverno tem de levar mantas para suportar o frio nas salas de aula”.

O Governo tem conhecimento desta situação, mas nada foi feito. A autarquia mostra-se solidária com os alunos, reconhece as suas reivindicações, mas diz que nada pode fazer.

“É uma luta que temos tido nos últimos anos já que esta escola é uma responsabilidade da administração central e nós não podemos intervir. As escolas do ensino básico onde temos responsabilidade estão todas requalificadas. Aqui nesta escola os alunos, pais e professores tem razão porque a escola apresenta condições miseráveis”, afirmou António Figueira Mendes, presidente da Câmara Municipal de Grândola.

“Vamos continuar a insistir e vou convidar a senhora secretária de estado para que faça uma visita aqui à escola António Inácio da Cruz para ver no local as condições que a escola tem e para encontrar uma solução que permita que as obras se realizem o mais depressa possível” acrescentou o autarca.

Os alunos, pais e autarquia prometem continuar a lutar até que o governo os ouça e que a escola seja requalifica.

A Escola Secundária António Inácio da Cruz foi inaugurada em 1964 e conta atualmente com cerca de 400 alunos. 


Comente esta notícia


SINES