João Cadete de Matos - Presidente da ANACOM (TDT Sines)

Foto: DR

O emissor de Sines, que estava no canal 56, passou para o canal 43.

Quando a alteração é efetuada, “o écran da televisão fica negro e apenas será necessário fazer a sintonia da televisão ou do descodificador de TDT e todos continuarão a ver televisão gratuitamente, como tem acontecido até agora.  É um processo simples. Não será necessário substituir ou reorientar a antena, trocar a TV ou o descodificador, e ninguém terá de subscrever serviços de televisão paga” garante João Cadete de Matos presidente da ANACOM.

Para ajudar neste processo, a ANACOM criou “uma linha telefónica de apoio gratuita (800 102 002), que funciona todos os dias entre as 9h e as 22h, para o qual as pessoas poderão ligar para esclarecer dúvidas e obter apoio na sintonia da sua televisão” acrescentou o mesmo responsável.

Caso não consigam fazer a sintonia dos equipamentos, por si ou com a ajuda prestada através do número gratuito, em última análise, a ANACOM “agendará uma visita a casa da pessoa para proceder à sintonia de forma gratuita e com técnicos devidamente identificados”.

Vários utilizadores contactados pela Rádio Sines não mostraram qualquer dificuldade em sintonizar a televisão, um processo considerado rápido e fácil.

No total, nesta primeira fase, que termina dia 27 de fevereiro, serão alterados 20 emissores, que incluem todos os do Algarve, alguns do Alentejo e o emissor de Sines do distrito de Setúbal.

O processo prosseguirá depois para norte, estando prevista a sua conclusão no final de junho. A ANACOM estima que neste momento 15% da população, principalmente mais idosa e mais nas zonas rurais utilize o TDT.

A ANACOM tem previsto que o início do leilão para a atribuição de licenças 5G decorrerá em abril próximo e que a conclusão dos procedimentos de atribuição será entre junho e agosto de 2020.


Comente esta notícia


SINES