As dificuldades que o corpo de bombeiros voluntários atravessa, nomeadamente no âmbito do voluntariado, o aumento do numero de ocorrências, a distância aos hospitais e o aumento significativo do número de ocorrências, nomeadamente no âmbito da emergência pré-hospitalar obriga a reforçar os meios disponíveis.

O aumento de ocorrências de emergência entre 2018 e 2019 foi de 13,2%, passou de 987 serviços em 2018, para 1117, em 2019.

Um dos problemas registados é a ocorrência de dois e três pedidos em simultâneo, para o qual os bombeiros não conseguem dar resposta, o que implica o atraso no socorro de 30 a 40 minutos, em virtude dos outros PEM (Postos Emergência Médica) estarem a mais de 30 quilómetros, em Lagos, Monchique, Odemira e Vila Bispo.

A complexidade e frequência das ocorrências, quer sejam de cariz natural ou tecnológico, implicam uma maior profissionalização, capacitação e especialização dos operacionais.

Com este apoio mensal, o corpo de bombeiros de Aljezur passa a garantir a manutenção mínima de uma força de intervenção operacional, constituída por oito operacionais em regime de permanência, com elevado grau de prontidão para assegurar as missões legalmente confiadas aos corpos de bombeiros, disponibilização de um graduado de permanência às operações que assegure, desde o primeiro momento, o comando das operações de socorro no Município de Aljezur.

Os bombeiros garantem também a dotação da central de comunicações dos meios técnicos, materiais e humanos que, rececione os alertas e proceda a um eficiente despacho de meios para as operações de proteção e socorro e de proteção civil.

Para efeito do funcionamento do Serviço Municipal de Proteção Civil, a associação disponibiliza no edifício operacional, uma sala de Comando e Controlo, com capacidade para 20 pessoas, onde funciona a célula de resposta operacional ou reúne a CMPC em situações de acidente grave ou catástrofe, um espaço de trabalho e atendimento que apoia a sala de comando e controle e que o SMPC pode quando a situação o justifique.


Comente esta notícia


SINES